TV Estadão

PUBLICIDADE

Gabinete paralelo, propina em ouro e compra de Bíblias: entenda o escândalo dos pastores no MEC

  • 22/06/2022

Sem vínculos com o setor de ensino e sem possuir cargo público, um grupo de pastores passou a comandar a agenda do ex-ministro Milton Ribeiro, da Educação, formando uma espécie de “gabinete paralelo” que interfere na liberação de recursos e influencia diretamente as ações da pasta. O esquema foi revelado pelo Estadão no dia 18 de março de 2022.
  • 1 Avaliações