TV Estadão

CPI da Covid: Queiroga admite que governo não contratou número de vacinas divulgado em propaganda

  • 06/05/2021

Questionado sobre a demora para firmar acordos para garantir a vacinação, Queiroga disse que esses acordos não foram firmados em sua gestão. “Eu assumi o Ministério há 45 dias e esses acordos não foram firmados na minha gestão, não participei dessas negociações.”Ele disse que há dificuldades de entrega de imunizantes por meio da iniciativa Covax Facility, consórcio internacional liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Sobre as tratativas para obter a vacina da Pfizer, o ministro se recusou a comentar as negociações com a farmacêutica antes da sua gestão. Queiroga disse ter boa relação com a Pfizer hoje. “Temos a possibilidade de termos mais 100 milhões de doses”, afirmou o ministro. O senador Renan Calheiros, relator da CPI, indagou o ministro sobre ter anunciado 560 milhões de doses, mas só garantido o contrato de 280 milhões em documento técnico, conforme revelou o Estadão. “Essa informação foi feita de maneira imprecisa. Não se considera as vacinas da Fiocruz. De tal maneira que o Ministério da Saúde vai fazer uma retificação”, disse Queiroga. Segundo Queiroga, há 430 milhões de doses contratadas.
  • 0 Avaliações