TV Estadão

PUBLICIDADE

Funcionários de hotel em Kiev abandonam recepção após notícia de aproximação dos russos

  • 24/02/2022

  • KIEV
Eduardo Gayer, enviado especial KIEV - Em um dos hotéis mais tradicionais de Kiev, o Ucrânia, ao lado da famosa Praça da Independência, quem quiser se hospedar terá de esperar ao menos o dia seguinte. A maioria dos funcionários deixou seus postos de trabalho após a notícia de que os russos já estão nos arredores da capital. A recepção está vazia e o saguão, frequentado apenas por hóspedes. É no Hotel Ucrânia que estão hospedados os jornalistas de todo o mundo destacados para a cobertura da guerra entre Rússia e Ucrânia. O restaurante e o bar do hotel também não funcionaram nesta quinta-feira, dia da invasão de Moscou. “Fechado por razões técnicas. Pedimos desculpas pelo inconveniente”, diz uma placa posta no balcão do bar, que normalmente serve cafés e drinks a quem está no lobby.A chegada da noite em Kiev e a aproximação dos russos se somam ao clima de abandono gradual verificado ao longo do dia. Como mostrou a reportagem, ucranianos correram aos supermercados para se precaver de um possível desabastecimento de alimentos e deixaram as prateleiras vazias. Nas ruas, pouca movimentação, exceto dos tanques de guerra que já se preparam para a chegada dos inimigos. Ainda não é possível prever quantos já deixaram Kiev, mas estradas e estações de trens ficaram abarrotadas ao longo do dia de famílias em busca de proteção da guerra. Quem está em casa ou em hotéis mantém atenção elevada. Em caso de sirene de emergência, a ordem é clara: seguir para os bunkers subterrâneos. É chance de bombardeio à vista.
  • 0 Avaliações